PROS quer manter representantes em 14 das 25 comissões permanentes da Câmara

Reunião com a presença de 8 dos 10 deputados da Bancada do PROS na Câmara Federal. Foto: Jairo Santos

 

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) começa este ano com poucas mudanças na sua representatividade e atuação nas comissões permanentes da Câmara e do Senado.

Na Câmara dos Deputados, o período é de articulações para definição dos nomes que irão integrar as 25 comissões temáticas da Casa. Nesse sentido, a liderança do PROS está participando das reuniões para garantir que sua bancada de dez deputados federais permaneça nas comissões permanentes da Câmara. Em 2019, os deputados do PROS participaram de 14 comissões como titulares e suplentes.

A liderança do PROS está trabalhando para que todos os deputados federais sejam reconduzidos às comissões que já integravam no ano passado. Apenas os deputados Uldurico Júnior (BA) e Vaidon Oliveira (CE) pediram para mudar de posição.

Uldorico saiu da Comissão de Defesa do Consumidor e passará a integrar como titular a Comissão de Esporte. Já o deputado Vaidon deixou de ser membro titular da comissão de Minas e Energia e deve ser suplente da mesma comissão. O cearense continuará atuando na Comissão de Turismo, que já integrava no ano passado, e também como suplente nas comissões de Segurança Pública e de Orçamento.

A expectativa do PROS é que o deputado Toninho Wandscheer (PR) continue a integrar as comissões de Desenvolvimento Urbano e de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural. O novo líder do partido na Câmara, Acácio Favacho (AP), dará continuidade ao seu trabalho na comissão de Defesa do Consumidor e na de Minas e Energia.

Já deputado Boca Aberta (PR) continuará nas comissões de Seguridade Social e Família; e na de Educação e de Esporte. O deputado Capitão Wagner (CE) permanecerá em quatro comissões: Defesa do Consumidor; Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; Constituição, Justiça e de Cidadania; e Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática.

Clarissa Garotinho (RJ) seguirá nas comissões de Constituição, Justiça e de Cidadania e na de Viação e Transportes. Eros Biondini (MG) ficará na de Defesa do Consumidor; na de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; e como suplente, nas comissões de Minas e Energia e do Mercosul. Weliton Prado (MG) seguirá na comissão de Defesa do Consumidor como titular e, como suplente, nas de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e na comissão Mista de Orçamento. Gastão Vieira (MA) seguirá como titular da comissão de Educação.

O líder Acácio Favacho destacou a importância da atuação eficiente dos parlamentares do PROS, ao longo de 2019, nas comissões permanentes da Câmara. Defendeu também a continuidade deste trabalho e a participação da bancada nas comissões, além de reafirmar os compromissos do partido na discussão de matérias legislativas diversas de interesse do país. A composição das 25 comissões temáticas da Câmara só será definida depois do carnaval.

 

 

 

Comunicação PROS