Tentativa de golpe frustrada

O Diretório Nacional do PROS sofreu uma tentativa de golpe partidário, sem lastro jurídico ou atenção ao estatuto do partido no dia 11 de janeiro, quando a sede nacional foi invadida, tomada e isolada por ex-dirigentes. Na ocasião, os golpistas forçaram uma pseudo destituição da Executiva e do Diretório Nacional do partido durante uma reunião sem convocação prévia ou representatividade. Nesse encontro forjado, vários integrantes do Diretório Nacional foram impedidos de entrar na sede nacional com o claro objetivo de artificializar uma falsa maioria sem condão de destituir um órgão legitimamente eleito em uma Convenção Nacional. Tanto que no dia seguinte, 12 de janeiro, uma reunião do Diretório Nacional que contou com a presença de mais de cem integrantes legais do órgão tornou sem efeito a suposta reunião realizada fora das regras estatutárias do partido e a constituição de uma pseudo nova Executiva Nacional com algumas pessoas que sequer faziam parte do Diretório ou do partido.