Senador Telmário Mota reúne-se com vice-presidente da República para discutir sobre criação de Conselho Nacional da Amazônia Legal

Durante a audiência pública no Senado Federal, desta terça-feira, 14, requerida pelo senador Telmário Mota (PROS-RR), com a presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, o parlamentar roraimense reiterou a necessidade urgente de um programa de ação, que promova o desenvolvimento sustentável de Roraima e da Amazônia.


“Caro general Mourão, eu o convidei para fazer esta apresentação porque nasci numa comunidade indígena, e conheço de verdade, a nossa realidade, que é dramática! Como é que pode um estado da federação, que é o estado de Roraima, não pertencer ao Sistema Interligado Nacional? Não são os povos indígenas que não querem, mas sim, ONGs que estão inventando dificuldades para colher facilidades”, disse Telmário

O parlamenta destacou o conhecimento do vice-presidente sobre a Amazônia e ressaltou a importância do papel das Forças Armadas em toda a região. Para o senador, é preciso olhar a Amazônia do ponto de vista que leve ao desenvolvimento sustentável, além de promover uma integração de forma responsável e legal, mas entendendo que realmente a Amazônia é dos brasileiros.

Ao agradecer o senador Telmário, o vice-presidente da República também reconheceu o potencial e as carências de Roraima, como por exemplo, a questão energética.“Quero agradecer as palavras do senador Telmário Mota e as suas observações em relação à situação do estado de Roraima, que são de extrema importância. Um estado não integrado à energia elétrica do restante do país e que tem uma dificuldade nessa integração, e que ao mesmo tempo, tem um potencial muito grande”, destacou Mourão.

O vice-presidente da República, elogiado pelos senadores, por unanimidade, fez uma apresentação muito rica em informações e bastante objetiva sobre a Amazônia. Mourão defendeu a atuação do Conselho Nacional da Amazônia Legal, do qual é presidente, mas lamentou os obstáculos para a efetividade das ações do órgão.